Assédio no futebol feminino é de uma "tristeza profunda" 05/10 - Quarta, às 09:35

    Várias futebolistas que alinharam no Rio Ave em 2020/21 denunciaram ações de assédio sexual do então técnico do clube de Vila do Conde Miguel Afonso, que atualmente era treinador do Famalicão.

    Revista de Imprensa: Missão do Benfica e Adán vs. Taremi sapo.pt 05/10 - Quarta, às 09:34

    Feriado de dia 5 de outubro é, este ano, sinónimo de ambiente de Liga dos Campeões. Os destaques da imprensa desportiva nacional desta quarta-feira são assim a vitória do FC Porto e a derrota do Sporting na Champions com uma perspetiva do duelo do Benfica hoje frente ao Paris SG.

    O jornal 'A Bola' expõe qual o segredo de Schmidt para levar de vencida a equipa francesa, algo dito pelo próprio técnico na conferência de antevisão.

    O jornal 'Record' destaca a exibição negativa de Adán que comprometeu o Sporting no embate frente ao Marselha (derrota por 4-1).

    O jornal 'O Jogo' faz manchete com Taremi, um dos heróis do FC Porto na vitória frente ao Bayer Leverkusen (2-0).

    As declarações de Luís Filipe Vieira em tribunal, sorteio da Taça de Portugal e os novos desnvolvimentos na W52-FC Porto são outros destaques nas manchetes da imprensa desportiva nacional desta quarta-feira.

    A Bola

    $$caption$$

    - "Vieira em Tribunal: 'Jurei à minha família que nunca mais quero saber do Benfica'"

    - "'Temos de jogar à Benfica', A receita de Schmidt para vencer PSG, Basquetebol das águias brilha na Letónia"

    - "FC Porto 2 - 0 Leverkusen, Assistências de Taremi relançam dragão"

    - "Marselha 4 - 1 Sporting, Noite de horror de Adán"

    - "Escândalo W52 - FC Porto: Ciclistas confessam doping"

    Record

    $$caption-2$$

    - "Adán mata leão: erros do guarda-redes enterram Sporting em Marselha"

    - "Dragão entra nas contas, FC Porto 2 - 0 B. Leverkusen"

    - "Schmidt sem medos do PSG, 'Temos de acreditar'"

    - "Ricardo Gomes rendido a António Silva"

    - "Caso dos emails: Vieira, 'Caiu negócios de 79 milhões de dólares com chineses"

    O Jogo

    $$caption-3$$

    - “FC Porto 2-0 B. Leverkusen: Taremi deu tudo”

    - “Marselha – Sporting 4-1: desastre com Adán ao volante”

    - “Benfica – PSG: Schmidt em busca da perfeição”

    - “Sorteio da Taça: Anadia – FC Porto; Caldas – Benfica; Varzim – Sporting; Felgueiras – Braga; Canelas – V. Guimarães”

    - “Ciclismo: Penas acabam com carreiras na W52 – Porto”

    Mbappé sozinho vale mais do que o onze provável do Benfica: os milhões que separam as águias do PSG Record 05/10 - Quarta, às 09:30

    As equipas com base no valor de mercado atual

    FC Porto 2-0 Bayer Leverkusen: O carteiro tocou duas vezes e a porta voltou a abrir-se sapo.pt 05/10 - Quarta, às 09:30

    E ao terceiro jogo, o FC Porto conquistou os primeiros pontos no grupo B da Liga dos Campeões, batendo o Bayer Leverkusen com golos de dois homens saídos do banco, ambos assistidos por Mehdi Taremi. Só a vitória interessava à equipa de Sérgio Conceição para relançar a luta pelos oitavos de final e a vitória chegou, depois de algumas peripécias na primeira parte e uma segunda metade bem mais interessante da equipa da casa, que assim consegue igualar os três pontos dos alemães e do Atlético Madrid, com o Club Brugge isoladíssimo na liderança, com nove.

    Apesar da campanha desastrosa na Bundesliga, o Bayer Leverkusen soube explorar as fragilidades dos laterais portistas – Wendell parecia bastante desgastado e sem pernas para acompanhar Diaby – e até marcou à passagem do primeiro quarto de hora, por Hudson-Odoi, valendo a intervenção do VAR para anular a festa germânica.

    Já perto do intervalo, um contra ataque-portista resultou em golo de Taremi. Os festejos prolongaram-se por alguns momentos, até que o VAR não só invalidou o lance como o transformou num penálti a favor do Leverkusen (por mão de David Carmo no início da jogada). O momento surreal teve, contudo, uma resolução feliz para a equipa da casa: Diogo Costa, que na semana passada tinha defendido uma grande penalidade de Patrick Schick no Rep. Checa-Portugal, voltou a impedir o checo de marcar.

    Otávio entrou para a segunda parte e o FC Porto regressou mais dinâmico e agressivo, mas foi o recém-entrado Zaidu, que não marcava desde o clássico que confirmou o título de campeão para os dragões em pleno Estádio da Luz, a mostrar-se novamente decisivo. O cabeceamento do nigeriano é de ponta de lança, a finalizar um excelente desenho ofensivo dos azuis e brancos. Taremi não conseguiu o golo que merecia, mas acabou por se destacar pela assistência perfeita para Zaidu, voltando a servir aos 87' para o segundo golo, este da autoria de Galeno. Boas notícias a fechar a primeira metade da fase de grupos.

    Leia a e

    O momento

    Golo anulado ao FC Porto e penálti favorável ao Leverkusen: O momento mais surreal do jogo não teve efeitos práticos no marcador, é certo, mas pareceu digno de um filme com vários 'twists'. Faltavam poucos minutos para o intervalo quando Taremi adiantou os dragões, na resposta a um ataque perigoso dos alemães. Só que o lance foi anulado por uma grande penalidade anterior e que favorecia o Leverkusen – havia mão na bola de David Carmo. Balde de água fria no Dragão, que, apesar de tudo, voltou a festejar quando Diogo Costa defendeu o remate de Patrik Schick.

    Os melhores

    Diogo Costa: Não se ganha um jogo sem golos, mas é justo dizer que o triunfo do FC Porto começou ainda na primeira parte, graças à segurança do jovem guardião português. Que grande defesa ao penálti cobrado por Patrick Schick (voltaria a negar o golo ao avançado checo poucos minutos depois), salvando a equipa de uma desvantagem ao intervalo.

    Taremi: Duas assistências de grande qualidade para os dois golos da vitória portista. Voltou a mostrar criatividade e capacidade para desequilibrar quando a equipa mais precisa.

    Os piores

    Patrik Schick: Teve duas oportunidades para bater Diogo Costa, uma das quais da marca dos onze metros, mas em ambas permitiu a defesa do guarda-redes portista. De resto, esteve sempre muito apagado durante o encontro.

    As reações

    Benfica discute liderança com PSG num embate entre equipas invictas rr.pt 05/10 - Quarta, às 08:55

    Águias e franceses são das poucas equipas nos campeonatos europeus que ainda não perderam esta temporada. Ambos lutam hoje por se isolar na liderança do grupo H.

    Nuno Tavares 'magoado' com Sporting: "Fiquei muito triste com algumas bocas que recebi" sapo.pt 05/10 - Quarta, às 08:42

    Nuno Tavares teve razões para sorrir dentro de campo (vitória do Marselha diante o Sporting por 4-1), mas já depois do jogo mostrou-se desiludido com alguns comentários que terá recebido do banco do Sporting:

    "A época tem-me corrido bem, é o mais importante, embora quem estivesse do outro lado não achasse isso. Fiquei muito triste com algumas bocas que recebi por parte do banco do Sporting, não estava à espera pelo carinho que tenho pelo Sporting, mas pronto, espero que o próximo jogo seja melhor", referiu o lateral-esquerdo na flash interview à 'Eleven Sports'.

    Nuno Tavares, recorde-se, chegou a somar vários jogos na equipa principal do Benfica entre 2019/20 e 2020/21, mas antes também já tinha cumprido parte da formação no Sporting.

    Num jogo com outras polémicas à mistura [atraso da equipa leonina e uma troca de comentários entre Rúben Amorim e Tudor], as coisas dentro das quatro linhas correram bem ao defesa portuguêse aos franceses que surpreenderam os verdes e brancos.

    "A partir do golo do Sporting conseguimos perceber quais as fragilidades deles, demos a volta e com a expulsão o jogo caiu para o nosso lado. Era muito importante vencermos", acrescentou, apontando total mérito à equipa da casa.

    Nuno Tavares já leva onze jogos e três golos marcados esta temporada pelo Marselha.

    Franceses revelam que Gonçalo Ramos era o alvo preferido de Luís Campos para o PSG no verão Record 05/10 - Quarta, às 08:32

    'L'Équipe' avança que conselheiro para o futebol dos franceses falava em privado acerca de um jovem avançado do Seixal prestes a explodir

    Liga dos Campeões: Benfica discute liderança do Grupo H com PSG num embate entre equipas invictas sapo.pt 05/10 - Quarta, às 08:23

    O Benfica recebe hoje o Paris Saint-Germain, num confronto entre os líderes do Grupo H da Liga dos Campeões de futebol e que comandam as ligas portuguesa e francesa, respetivamente, mas com ambições distintas na prova europeia.

    Depois dos triunfos na receção aos israelitas do Maccabi Haifa, por 2-0, e no estádio dos italianos da Juventus, por 2-1, o Benfica enfrenta na terceira jornada da ‘Champions’ um dos mais fortes candidatos à conquista do título europeu, com um trio atacante temível, composto por Messi, Neymar e Mbappé.

    O PSG, que não contará com o médio português Renato Sanches, formado no Benfica, devido a lesão, mas poderá alinhar no Estádio da Luz com os internacionais lusos Nuno Mendes, Danilo e Vitinha, também se impôs nas duas partidas anteriores, sobre Juventus (2-1) e Maccabi Haifa (3-1).

    Os dois clubes lideram os respetivos campeonatos e ainda não perderam na época 2022/23, mas a equipa lisboeta interrompeu no sábado o percurso 100% vitorioso, ao empatar 0-0 no estádio do Vitória de Guimarães, em jogo da oitava jornada da I Liga.

    O Benfica recebe o PSG, campeão francês por oito vezes nos últimos 10 anos, no Estádio da Luz, em Lisboa, em partida da terceira ronda do Grupo H da Liga dos Campeões, arbitrada pelo espanhol Jesús Gil Manzano, com início às 20:00, à mesma hora em que Juventus e Maccabi Haifa se defrontam em Turim.

    Na terça-feira, Sporting e FC Porto tiveram desempenhos distintos, com os 'leões' a serem goleados em Marselha (4-1), para o Grupo D, e os 'dragões' a alcançarem o primeiro triunfo no Grupo B, em casa, diante do Bayer Leverkusen (2-0).

    “Não se calem, denunciem, não tenham medo”: antes do sonho de jogar um Mundial, as futebolistas da seleção enfrentam o assédio sexual 05/10 - Quarta, às 07:32

    Estivemos num treino da seleção nacional feminina e três das mais experientes jogadoras falaram sobre o tema que tem marcado e ensombrado a modalidade. Nas vésperas do decisivo encontro contra a Bélgica, a contar para o play-off que antecede um derradeiro jogo rumo ao Mundial 2023, Dolores Silva, Ana Borges e Sílvia Rebelo, “solidárias com todas as vítimas”, defendem as meninas, mulheres e futebolistas e apelam à denúncia

    Antevisão: Benfica recebe Messi, Mbappé, Neymar & Cia. na luta pela liderança do Grupo H da Champions sapo.pt 05/10 - Quarta, às 06:30

    O Benfica recebe esta quarta-feira, a partir das 20h00, no Estádio da Luz, o Paris Saint-Germain e a constelação de estrelas que compõem o plantel do atual campeão francês, com tridente ofensivo de sonho composto por Messi, Mbappé e Neymar à cabeça, depois de ter passado com distinção o primeiro grande teste europeu, resgatando uma vitória em Turim, perante a Juventus (2-1).

    Frente a frente vão estar os atuais líderes da Liga portuguesa e da Liga francesa, que partilham a liderança do Grupo H da Liga dos Campeões, ambos com seis pontos somados, fruto de duas vitórias nas duas primeiras jornadas.

    Momento de forma: Benfica e PSG só não ganharam uma vez esta época

    No Estádio da Luz, as 'águias' vão tentar regressar aos triunfos, depois do empate de sábado, em Guimarães, onde falharam aquela que seria a 14.ª vitória consecutiva em todas as provas a abrir a temporada. Esse nulo em Guimarães constituiu também o primeiro encontro da época em que o Benfica não marcou qualquer golo.

    Quanto ao PSG, vem de uma vitória por 2-1 sobre o Nice para a Ligue 1 e atravessa uma série de sete vitórias seguidas. Tal como o Benfica, os parisienses só não venceram uma partida esta época, quando empataram 1-1 com o Mónaco. A formação gaulesa marcou pelo menos um golo em todos os jogos que já disputou esta época.

    Histórico de encontros: ligeira vantagem para as 'águias'

    Este vai ser o sétimo jogo oficial entre os dois emblemas, sempre em provas da UEFA, com o historial a conferir ligeira vantagem aos 'encarnados', com três triunfos contra dois do adversário – que nunca venceu no reduto da águia.

    O registo de encontros começou em 2006/07, nos oitavos de final da Taça UEFA. O PSG venceu em casa (2-1), mas perdeu 3-1 em Lisboa e foi eliminado; em 2010/11, na Liga Europa, o mesmo destino: Benfica ganhou em casa, empatou em França e seguiu na competição.

    Em 2013/14 deu-se então o último encontro entre os dois clubes. O Paris Saint-Germain triunfou no Parque dos Príncipes (3-0), mas perdeu no Estádio da Luz (2-1), isto na fase de grupos da Champions. Em Paris, dois tentos de Ibrahimovic e um de Marquinhos (25) valeram a vitória do PSG, mas na derradeira jornada, com os parisienses já, o Benfica levou a melhor na Luz, triunfando por 2-1: Lima, aos 45, de penálti, e Gaitán, aos 58, anularam o tento inaugural de Cavani, aos 37.

    O que dizem os treinadores

    : "É um novo jogo, é diferente e não dá para comparar. Não estivemos no nosso melhor frente em Guimarães, especialmente na criatividade e à criação de oportunidades, mas tenho de ressalvar que defendemos bem. O Vitória SC não teve uma única oportunidade para marcar e isso é algo positivo, que se pode retirar dessa partida. Amanhã é diferente. O PSG é uma equipa atacante e vão tentar jogar lá à frente. Será um jogo com mais espaço e mais intensidade, com ritmo elevado"

    : "O Benfica é uma equipa que desde o início da temporada não perde. À medida que os jogos foram acontecendo, e com o sorteio que definiu o grupo, fomos seguindo o Benfica. Não estou surpreendido com o que tem feito. Hoje, o Benfica pode acalentar o desejo de ficar no primeiro lugar"

    O árbitro

    O encontro no Estádio da Luz vai ser arbitrado pelo juiz espanhol Jesus Gil Manzano, auxiliado por Diego Barbero e Ángel Nevado. O quarto árbitro será Miguel Ángel Ortiz e no VAR estarão Alejandro Hernández e Juan Martínez.

    Trata-se de um juiz de má memória para os encarnados. Jesus Gil Manzano já tinha arbitrado o Benfica-Liverpool da temporada passada com derrota da equipa portuguesa por 3-1 e também o Benfica-Rangers (3-3) em jogo da fase de grupos da Liga Europa na temporada 2020/21 que ficou marcada pela expulsão de Otamendi aos 19 minutos.