Jim Redmond, o homem que ajudou o filho a cortar a meta “fosse como fosse”, morreu aos 81 anos 05/10 - Quarta, às 09:40

    Nos Jogos Olímpicos de Barcelona, Derek Redmond rasgou o tendão nas meias-finais dos 400 metros, ficando de fora da discussão da corrida. Numa das mais icónicas imagens do Olimpismo, o seu pai ignorou as proibições dos seguranças e amparou o filho no doloroso coxear até à linha de meta

    Assédio no futebol feminino é de uma "tristeza profunda" 05/10 - Quarta, às 09:35

    Várias futebolistas que alinharam no Rio Ave em 2020/21 denunciaram ações de assédio sexual do então técnico do clube de Vila do Conde Miguel Afonso, que atualmente era treinador do Famalicão.

    Revista de Imprensa: Missão do Benfica e Adán vs. Taremi sapo.pt 05/10 - Quarta, às 09:34

    Feriado de dia 5 de outubro é, este ano, sinónimo de ambiente de Liga dos Campeões. Os destaques da imprensa desportiva nacional desta quarta-feira são assim a vitória do FC Porto e a derrota do Sporting na Champions com uma perspetiva do duelo do Benfica hoje frente ao Paris SG.

    O jornal 'A Bola' expõe qual o segredo de Schmidt para levar de vencida a equipa francesa, algo dito pelo próprio técnico na conferência de antevisão.

    O jornal 'Record' destaca a exibição negativa de Adán que comprometeu o Sporting no embate frente ao Marselha (derrota por 4-1).

    O jornal 'O Jogo' faz manchete com Taremi, um dos heróis do FC Porto na vitória frente ao Bayer Leverkusen (2-0).

    As declarações de Luís Filipe Vieira em tribunal, sorteio da Taça de Portugal e os novos desnvolvimentos na W52-FC Porto são outros destaques nas manchetes da imprensa desportiva nacional desta quarta-feira.

    A Bola

    $$caption$$

    - "Vieira em Tribunal: 'Jurei à minha família que nunca mais quero saber do Benfica'"

    - "'Temos de jogar à Benfica', A receita de Schmidt para vencer PSG, Basquetebol das águias brilha na Letónia"

    - "FC Porto 2 - 0 Leverkusen, Assistências de Taremi relançam dragão"

    - "Marselha 4 - 1 Sporting, Noite de horror de Adán"

    - "Escândalo W52 - FC Porto: Ciclistas confessam doping"

    Record

    $$caption-2$$

    - "Adán mata leão: erros do guarda-redes enterram Sporting em Marselha"

    - "Dragão entra nas contas, FC Porto 2 - 0 B. Leverkusen"

    - "Schmidt sem medos do PSG, 'Temos de acreditar'"

    - "Ricardo Gomes rendido a António Silva"

    - "Caso dos emails: Vieira, 'Caiu negócios de 79 milhões de dólares com chineses"

    O Jogo

    $$caption-3$$

    - “FC Porto 2-0 B. Leverkusen: Taremi deu tudo”

    - “Marselha – Sporting 4-1: desastre com Adán ao volante”

    - “Benfica – PSG: Schmidt em busca da perfeição”

    - “Sorteio da Taça: Anadia – FC Porto; Caldas – Benfica; Varzim – Sporting; Felgueiras – Braga; Canelas – V. Guimarães”

    - “Ciclismo: Penas acabam com carreiras na W52 – Porto”

    FC Porto 2-0 Bayer Leverkusen: O carteiro tocou duas vezes e a porta voltou a abrir-se sapo.pt 05/10 - Quarta, às 09:30

    E ao terceiro jogo, o FC Porto conquistou os primeiros pontos no grupo B da Liga dos Campeões, batendo o Bayer Leverkusen com golos de dois homens saídos do banco, ambos assistidos por Mehdi Taremi. Só a vitória interessava à equipa de Sérgio Conceição para relançar a luta pelos oitavos de final e a vitória chegou, depois de algumas peripécias na primeira parte e uma segunda metade bem mais interessante da equipa da casa, que assim consegue igualar os três pontos dos alemães e do Atlético Madrid, com o Club Brugge isoladíssimo na liderança, com nove.

    Apesar da campanha desastrosa na Bundesliga, o Bayer Leverkusen soube explorar as fragilidades dos laterais portistas – Wendell parecia bastante desgastado e sem pernas para acompanhar Diaby – e até marcou à passagem do primeiro quarto de hora, por Hudson-Odoi, valendo a intervenção do VAR para anular a festa germânica.

    Já perto do intervalo, um contra ataque-portista resultou em golo de Taremi. Os festejos prolongaram-se por alguns momentos, até que o VAR não só invalidou o lance como o transformou num penálti a favor do Leverkusen (por mão de David Carmo no início da jogada). O momento surreal teve, contudo, uma resolução feliz para a equipa da casa: Diogo Costa, que na semana passada tinha defendido uma grande penalidade de Patrick Schick no Rep. Checa-Portugal, voltou a impedir o checo de marcar.

    Otávio entrou para a segunda parte e o FC Porto regressou mais dinâmico e agressivo, mas foi o recém-entrado Zaidu, que não marcava desde o clássico que confirmou o título de campeão para os dragões em pleno Estádio da Luz, a mostrar-se novamente decisivo. O cabeceamento do nigeriano é de ponta de lança, a finalizar um excelente desenho ofensivo dos azuis e brancos. Taremi não conseguiu o golo que merecia, mas acabou por se destacar pela assistência perfeita para Zaidu, voltando a servir aos 87' para o segundo golo, este da autoria de Galeno. Boas notícias a fechar a primeira metade da fase de grupos.

    Leia a e

    O momento

    Golo anulado ao FC Porto e penálti favorável ao Leverkusen: O momento mais surreal do jogo não teve efeitos práticos no marcador, é certo, mas pareceu digno de um filme com vários 'twists'. Faltavam poucos minutos para o intervalo quando Taremi adiantou os dragões, na resposta a um ataque perigoso dos alemães. Só que o lance foi anulado por uma grande penalidade anterior e que favorecia o Leverkusen – havia mão na bola de David Carmo. Balde de água fria no Dragão, que, apesar de tudo, voltou a festejar quando Diogo Costa defendeu o remate de Patrik Schick.

    Os melhores

    Diogo Costa: Não se ganha um jogo sem golos, mas é justo dizer que o triunfo do FC Porto começou ainda na primeira parte, graças à segurança do jovem guardião português. Que grande defesa ao penálti cobrado por Patrick Schick (voltaria a negar o golo ao avançado checo poucos minutos depois), salvando a equipa de uma desvantagem ao intervalo.

    Taremi: Duas assistências de grande qualidade para os dois golos da vitória portista. Voltou a mostrar criatividade e capacidade para desequilibrar quando a equipa mais precisa.

    Os piores

    Patrik Schick: Teve duas oportunidades para bater Diogo Costa, uma das quais da marca dos onze metros, mas em ambas permitiu a defesa do guarda-redes portista. De resto, esteve sempre muito apagado durante o encontro.

    As reações

    ANDEBOL| Visita a Bucareste para sair do fundo zerozero.pt 05/10 - Quarta, às 09:05

    Ainda a zeros na EHF Champions League, o FC Porto procura a primeira vitória no quarto jogo, o terceiro fora de portas. O adversário é o CS Dinamo Bucuresti e o palco é a apoteótica Sala Dinamo.

    ANTEVISÃO| Visita a Bucareste para sair do fundo zerozero.pt 05/10 - Quarta, às 09:05

    Ainda a zeros na EHF Champions League, o FC Porto procura a primeira vitória no quarto jogo, o terceiro fora de portas. O adversário é o CS Dinamo Bucuresti e o palco é a apoteótica Sala Dinamo. O início de época dos azuis e brancos tem sido um pouco atribulado. A derrota na Supertaça, a surpresa amarga diante do Águas Santas e os três desaires europeus retiraram um pouco da confiança outrora apresentada pela turma de Magnus Andersson, que procura entrar numa senda de vitórias. A nível interno, os triunfos diante de FC Gaia e Artística de Avanca deram mote a essa vontade. Contudo, os dragões procuram ainda a frieza e eficácia que caraterizava o seu ataque e, sobretudo, um melhor asserto defensivo, fruto das mudanças importantes processadas no plantel. Quanto ao conjunto romeno, está no penúltimo lugar do Grupo A, graças ao empate conquistado na visita ao GOG. Já a nível interno, os comandados de Xavier Pascual continuam a ser dominadores. A Supertaça romena foi arrecadada com sucesso, frente ao rival Steaua Bucareste, e a liderança da Liga Nationala está sob a sua alçada, devido às seis vitórias em outros tantos jogos. Olhando para a artilharia, Andriy Akimenko, Valentin Ghionea, Ante Kuduz e Stanislav Kaspárek são alguns dos nomes a ter em conta. Diogo Branquinho: «Temos vindo a crescer desde o início da época e acreditamos que temos qualidade para ir ganhar à Roménia. Se estivermos no nosso melhor, isso chega para ganhar lá. Será um jogo muito difícil, num pavilhão e num país que gosta muito da modalidade»

    Leão perde em Marselha numa derrota sem pés nem cabeça sapo.pt 05/10 - Quarta, às 09:00

    O Sporting saiu de Marselha vergado a uma pesada derrota por 4-1 e perderam os primeiros pontos na edição 2022/23 da Liga dos Campeões. Os leões até entraram no jogo a ganhar graças a um grande golo de Trincão, todavia, uma série de erros individuais acabaram por deitar tudo a perder e permitiram ao Marselha conquistar os primeiros pontos na 'Champions'.

    Aléxis Sánchez, Harit e Balerdi aproveitaram da melhor maneira o desnorte dos leões para levar os gauleses para o intervalo com uma vantagem de 3-1. Na segunda parte foi Mbemba que fez o gosto ao pé e selou o resultado final.

    Com esta vitória, o Marselha reentra na luta pela qualificação no Grupo D; já o Sporting ainda continua na liderança isolada do grupo.

    O golo de Trincão contra dois tiros nos pés...e um na mão

    O jogo começou mesmo ainda antes do apito inicial de Davide Massa; trânsito intenso e a descoordenação com a polícia francesa, levou o Sporting a chegar ao Vélodrome a meia-hora do início da partida. De tal modo que a UEFA viu-se obrigada a adiar o começo do jogo em quinze minutos.

    Alguns bate-bocas entre responsáveis de ambos os clubes no túnel de acesso mas a situação lá foi resolvida. Com o arrancar da partida, dava a ideia de que, quem se tinha atrasado era mesmo o Marselha; combinação entre Edwards e ...ainda nem um minuto estava decorrido.

    Dificilmente os adeptos leoninos poderiam pedir melhor início, o Sporting marcou cedo e os minutos seguintes indicavam que os comandados de Rúben Amorim vinham com a lição bem estudada e prontos para fazer estragos; de tal forma que, à passagem dos quatro minutos, Pedro Gonçalves teve o segundo nos pés, mas permitiu a defesa de Pau López.

    Um golo madrugador e domínio da partida parecia ser um excelente começo do filme que os leões queriam realizar em Marselha. Todavia o cenário haveria de mudar drasticamente, tudo devido a uma curta-metragem de cerca de 10 minutos do mais puro terror futebolístico...que chegou a roçar o sobrenatural.

    A 'curta' teve como protagonista principal António Adán; com dois tiros nos pés e um na mão, o guarda-redes espanhol permitiu a reviravolta do Marselha, e deixou os leões de mãos na cabeça. Aos 13 minutos, e com todo o tempo para começar a construir o jogo dos leões, Adán ficou a pensar no azul das águas do Mediterrâneo e deu tempo a

    "Foi só um erro, acontece", podem ter pensado alguns, quase como aqueles que, ao verem um filme de terror, acham que o assassino não vai matar a próxima vítima da mesma maneira.

    Eis que senão quando, apenas três minutos volvidos, Adán volta a à ação com mais um tiro no pé. O livre batido pelo espanhol ficou nos pés de Guendouzi em zona adiantada do terreno; o médio cruzou para a área onde

    Um Sporting que começara a partida a ganhar, era traído por dois erros graves do seu guarda-redes e via-se agora em desvantagem com 16 minutos de jogo.

    Contudo, e já diz a sabedoria popular que "não há duas sem três" e eis que Adán decide criar a sua terceira e última cena; 23 minutos e Nuno Tavares ganhou em velocidade a Ricardo Esgaio que certamente se assustou ao ver Adán sair lançado da baliza para tentar intercetar o lance; mais assustado terá ficado quando, para espanto e horror de todos, o guarda-redes leonino esticou o braço e jogou a bola com a mão fora da área. Resultado: Sporting em desvantagem no marcador, e desvantagem numérica.

    Apenas Adán saberá os pensamentos que lhe terão passado pela cabeça durante estes poucos minutos que, certamente devem ter parecido uma eternidade para o guarda-redes...

    A expulsão de Adán obrigou Amorim a tirar Edwards e a colocar o estreante Franco Israel na baliza leonina. Ainda um pouco a frio, o guardião uruguaio acabou por se precipitar ao sair a um canto à passagem dos 28 minutos, permitindo ...pesadelo consumado e a partida como que terminou no que à discussão do resultado dizia respeito. Três cenas, três tiros, leão ao chão, o FIM.

    Compreensivelmente, e depois de três golpes letais no espaço de dez minutos, os leões quebraram por completo a todos os níveis, não tendo capacidade de resposta perante um Marselha que cheirava o sangue do leão ferido e continuava ao ataque. Até ao intervalo o Sporting lá conseguiu aguentar a situação apesar do evidente desnorte perante aqueles dez minutos dantescos.

    Jovens lançados para minimizar os danos

    Rúben Amorim, que na véspera disse que o empate seria um mau resultado, via o jogo praticamente fora de alcance. Perante a horrível conjuntura com que se deparava, o técnico leonino resolveu minimizar os danos físicos e anímicos dos seus jogadores. Pedro Gonçalves, Nuno Santos, St.Juste e Ugarte ficaram nos balneários e foram substituídos por Marsá, Nazinho, Sotiris, e Paulinho.

    Com a equipa agora mais organizada e mentalmente mais estável, o Sporting até entrou bem no segundo tempo, mostrando intenção de procurar a baliza do Marselha; todavia os leões não passaram das intenções, nunca conseguindo criar verdadeiras ocasiões de golo que indicassem qualquer tipo de recuperação.

    Para evitar qualquer tipo de surpresas, Igor Tudor mexeu na equipa e refrescou o meio-campo; o Marselha voltou a aumentar a pressão e o Sporting já não foi capaz de voltar a desenhar lances de ataque.

    Até final da partida foi o Marselha a controlar a partida a seu belo prazer, procurando aumentar a vantagem no marcador. Os gauleses acabaram mesmo por chegar ao quarto golo já bem perto do fim; 84 minutos e após remate de Aléxis Sánchez defendido por Franco Israel, a recarga sobrou

    O momento da partida

    O Sporting vencia e comandava a partida quando António Adán resolveu ser protagonista e, junto à sua baliza, fez um passe que acabou intercetado por Aléxis Sánchez que, oportunamente, fez o golo do empate. Foi o princípio do fim para o leão.

    O melhor

    Amine Harit foi sempre o principal desequilibrador do Marselha. Ao longo de todo o jogo, o marroquino procurou sempre romper por entre as linhas defensivas do Sporting; o extremo surgiu que nem uma flecha aos 16 minutos e fez o segundo golo do Marselha. Um perigo constante.

    O pior

    Este será certamente um jogo que ficará na memória de António Adán pelos piores motivos. O guardião espanhol esteve no epicentro do terramoto que abalou o Sporting durante a primeira parte.

    O que disseram os treinadores

    Benfica discute liderança com PSG num embate entre equipas invictas rr.pt 05/10 - Quarta, às 08:55

    Águias e franceses são das poucas equipas nos campeonatos europeus que ainda não perderam esta temporada. Ambos lutam hoje por se isolar na liderança do grupo H.

    Liga dos Campeões: Benfica discute liderança do Grupo H com PSG num embate entre equipas invictas sapo.pt 05/10 - Quarta, às 08:23

    O Benfica recebe hoje o Paris Saint-Germain, num confronto entre os líderes do Grupo H da Liga dos Campeões de futebol e que comandam as ligas portuguesa e francesa, respetivamente, mas com ambições distintas na prova europeia.

    Depois dos triunfos na receção aos israelitas do Maccabi Haifa, por 2-0, e no estádio dos italianos da Juventus, por 2-1, o Benfica enfrenta na terceira jornada da ‘Champions’ um dos mais fortes candidatos à conquista do título europeu, com um trio atacante temível, composto por Messi, Neymar e Mbappé.

    O PSG, que não contará com o médio português Renato Sanches, formado no Benfica, devido a lesão, mas poderá alinhar no Estádio da Luz com os internacionais lusos Nuno Mendes, Danilo e Vitinha, também se impôs nas duas partidas anteriores, sobre Juventus (2-1) e Maccabi Haifa (3-1).

    Os dois clubes lideram os respetivos campeonatos e ainda não perderam na época 2022/23, mas a equipa lisboeta interrompeu no sábado o percurso 100% vitorioso, ao empatar 0-0 no estádio do Vitória de Guimarães, em jogo da oitava jornada da I Liga.

    O Benfica recebe o PSG, campeão francês por oito vezes nos últimos 10 anos, no Estádio da Luz, em Lisboa, em partida da terceira ronda do Grupo H da Liga dos Campeões, arbitrada pelo espanhol Jesús Gil Manzano, com início às 20:00, à mesma hora em que Juventus e Maccabi Haifa se defrontam em Turim.

    Na terça-feira, Sporting e FC Porto tiveram desempenhos distintos, com os 'leões' a serem goleados em Marselha (4-1), para o Grupo D, e os 'dragões' a alcançarem o primeiro triunfo no Grupo B, em casa, diante do Bayer Leverkusen (2-0).

    “Não se calem, denunciem, não tenham medo”: antes do sonho de jogar um Mundial, as futebolistas da seleção enfrentam o assédio sexual 05/10 - Quarta, às 07:32

    Estivemos num treino da seleção nacional feminina e três das mais experientes jogadoras falaram sobre o tema que tem marcado e ensombrado a modalidade. Nas vésperas do decisivo encontro contra a Bélgica, a contar para o play-off que antecede um derradeiro jogo rumo ao Mundial 2023, Dolores Silva, Ana Borges e Sílvia Rebelo, “solidárias com todas as vítimas”, defendem as meninas, mulheres e futebolistas e apelam à denúncia