Não estou minimamente preocupado com a estética... 30/06/2020 15:10 Dragão até à Morte


    Sejamos claros: depois de em determinada altura da época o campeonato parecer perdido - agora que as coisas melhoraram substancialmente não falta quem diga que acreditou sempre. Enfim, o cinismo, mentira e a hipocrisia são uma característica muito comum entre os portugueses e nesta matéria não há factores clubísticos que os distingam -, não vale a pena conjecturar muito...
    Sei e sou apologista da tese: quem joga bem está sempre mais próximo de ganhar. Mas a importância deste título para o F.C.Porto é tal que não estou minimamente preocupado com a estética... e se no futebol normal, digamos assim, o F.C.Porto raramente jogou bem, nestes jogos à porta fechada, sem o entusiasmo e a paixão do público, as expectativas de shows de bola eram muito reduzidas.
    Resumindo, estamos numa situação privilegiada, mas estes não são tempos para bazófias nem arrogância.

    Que nenhum portista se preste a estas chouriçadas.


    Notas finais:
    De facto o Aves é fod...o. Pena que o empate com o F.C.Porto só tenha rendido um ponto e não dez...

    Vieira, dizem, deixou no ar a possibilidade de não se recandidatar e parece que há quem acredite nessa hipótese. Não me façam rir... qual é a alternativa à presidência do Benfica? A choça?


    Senhor Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, depois de ter condecorado o Vítor Serpa, director da Bola, que pena o Senhor não ter aproveitado a oportunidade para condecorar também o sub-director, Fernando Guerra, o conhecido Reco-reco anormal. Seria uma espécie de dois em um. Basta ler o artigo em cima para perceber a injustiça cometida.

    "Só quem nunca jogou à bola é que não vê que é falta sobre Rúben Dias." 24/06/2020 16:28 Dragão até à Morte


    A Bola deu nota negativa - 4 numa escala de 0 a 10 - ao árbitro João Pinheiro, no Benfica 3 - S.Clara 4. Porquê? Não era penálti de Rúben Dias. "Só quem nunca jogou à bola...", diz esse catedrático do futebol chamado Hugo Vasconcelos - será que também é das escolas do Damaiense? O moço ficou da tal maneira zangado e aziado que descarregou a frustração em João Pinheiro e até contrariou o insuspeito Duarte Gomes, que não viu falta nenhuma e considerou a arbitragem, excelente.

    Ao ouvirem e lerem tudo o que as virgens ofendidas, ratos de esgoto e ratos de sacristia, freteiros, recadeiros, cartilheiros e afins, disseram sobre os ataques sofridos por Nuno Santos, após a expulsão no Rio Ave 1 - Benfica 2, Jackson Martínez e todos aqueles que não vai há muito tempo foram vítimas das mais tenebrosas campanhas, com denúncias anónimas na PJ em jogos frente ao F.C.Porto, não conseguem encontrar explicações e só se interrogam: até onde vai a desfaçatez, falta de pudor e vergonha na cara de alguns contorcionistas e malabaristas com coluna de plasticina da nossa praça?

    É tão fácil sem bom rapazinho quando tudo corre maravilhosamente...
    Caixa de comentários

    Obrigado, Facadinhas! 18/06/2020 09:45 Dragão até à Morte


    O centralismo doentio em todo o seu esplendor, sob os auspícios do Facadinhas - só faltou o Vieira.
    O que é bom para Lisboa, é bom para Portugal. E até 2026 já está prometida a migalha, uma final europeia no Porto.
    Obrigado, Facadinhas!

    Ninguém ganha guerras, no caso uma guerra sem quartel contra um polvo de muitos e gigantescos tentáculos e contornos mafiosos, com tropas que no campo de batalha nem os mínimos conseguem fazer.
    Isto não vai lá com gritos de revolta, rodinhas e beijos no emblema. Temos de ter qualidade de jogo, competência, eficácia, fazer os diagnósticos correctos, encontrar as melhores terapias.
    Que todos estejam cientes da importância que tem para o F.C.Porto a conquista deste título.

    Na época passada quando liderávamos o SLB estava a sete pontos, Rui Vitória tinha saído e na Luz se cantava, já só falta o Vieira, também por culpa própria - sim, não podemos reduzir tudo aos erros dos árbitros -, desperdiçamos a vantagem, deixamos fugir o título, demos-lhes um balão de oxigénio, permitimos o regresso da arrogância, do trauliteirismo, da bazófia. Que depois de uma recuperação que parecia improvável e irreversível, mas que aconteceu - com o mérito inerente a quem nunca desistiu -, não deitemos agora novamente tudo a perder, não voltemos a dar pérolas a porcos.

    E já agora, também dos Senhores Presidente da República, Assembleia da República, 1º Ministro, Ministro da Educação e como os últimos são os primeiros e ex-aequo, os grandes obreiros da CL em Lisboa, os notáveis Fernando Gomes e João Paulo Rebelo.

    Nem cócegas lhes fazemos... 14/06/2020 18:56 Dragão até à Morte




    No Portimonenese 2 - F.C.Porto 3, desta época, no post que fiz após o jogo, disse o seguinte:
    «Apesar de não haver imagens claras e esclarecedoras se o lance do penálti que deu origem ao 1° golo do F.C.Porto em Portimão, foi braço ou peito, já está determinado pela propaganda que foi peito, não devia ser penálti.
    A pressão foi tanta que o VAR, Vasco Santos, já se veio explicar e assumir que errou no lance do penálti que deu origem ao 1º golo dos Dragões.
    É, quando acontecem lances duvidosos que beneficiam o Benfica, benefício da dúvida para o árbitro. Mas se o beneficiado for o F.C.Porto, culpa do árbitro, a polémica dura, dura.... É assim que funcionam as coisas neste país.»
    No Portimonense - Benfica, mesmo com imagens bem mais claras, não foi penálti. Polémica? Umas queixas portistas e nada mais. E o VAR, Bruno Esteves, mesmo que tenha um histórico de favorecimentos ao SLB, como árbitro e VAR, que nunca mais acaba, não é incomodado, pressionado a dar explicações - até tem o CA a defendê-lo com participação contra o F.C.Porto no CD. E vou dar de barato o tempo de desconto que Xistra deu no jogo...
    Tinha escrito isto antes de saber da nomeação da dupla Xistra/Esteves para o Aves - F.C.Porto.
    Sobre essa nomeação só tenho a dizer o seguinte:
    - Ai vocês estão a colocar em causa a dupla Carlos Xistra e Bruno Esteves? Para além da participação que já está no Conselho de Disciplina. tomai lá com eles nas Aves, que é para aprenderem.
    Não só não nos respeitam, como nos provocam, gozam connosco. Mas continuamos todos contentinhos com umas tiradas no Dragões Diário ou umas bocas no Porto Canal... nem cócegas lhes fazemos.

    O verdadeiro líder não é líder, é padrinho.
    O verdadeiro líder, lê, fala e exprime-se sempre bem, de forma que a mensagem que pretende passar seja fácil de entender. Não precisa que lhe preparem os discursos, fazer discursos que são autênticos marcos literários, é a sua praia. O verdadeiro líder invade estúdios de televisão, não para fazer peixeirada, mas para, com a educação que o caracteriza, explicar e colocar as coisas no devido lugar.
    O verdadeiro líder é sempre um homem de boas contas, não deve um cêntimo. So por inveja se pode dizer que deve centenas de milhões.
    O verdadeiro líder não escolhe os colaboradores à toa, escolhe com um critério de excelência - seria impossível um verdadeiro líder escolher para seu colaborador directo um traficante de droga, por exemplo.O verdadeiro líder nunca se esconde, em situações difíceis não delega, dá a cara, mesmo que esteja doente, olhem, com um ataque de amnésia.
    O verdadeiro líder é aquele que não está metido em nada, tudo o que tem sido tornado tornado público sobre variadíssimos processos, são mentira, o verdadeiro líder nunca sube de nada nem o que passou-se.
    O verdadeiro líder tem pelo menos uma condenação em tribunal.
    O verdadeiro líder não presta vassalagem a nenhum presidente, mesmo que apareça em jantares de apoio a candidatos partidários. O verdadeiro líder, nesta matéria, é muito plural, vai da CDU até ao PSD, passando pelo PS.
    O verdadeiro líder não grita, muito menos aperta o pescoço a alguém. O verdadeiro líder, lidera naturalmente.
    O verdadeiro líder é aquele que não assume as claques - embora as apoie descaradamente - e resume tudo a um grupo de sócios organizados. Claro que não é porque quem tem cu tem medo. O verdadeiro líder não tem medo de nada
    O verdadeiro líder é aquele que coloca um jornal como o Público, ao nível de um qualquer tablóide sem credibilidade.
    O verdadeiro líder tem muitos negócios, mas só por inveja alguém dirá que não são claros e transparentes. Só por dor de cotovelo se pode falar de esquemas, em OPAS tipo, Frango escondido com penas de fora, chinesas ou OPA do Joe .
    O verdadeiro líder não é líder, é padrinho.

    PS - O Facadinhas escolheu para o um órgão com a importância do Conselho de Disciplina, alguém com um histórico propagandeado e publicado do mais primário anti-portismo e pintismo... mas para a Comissão Eleitoral da FPF, ao F.C.Porto só resta aceitar, comer e calar, não tem legitimidade para reclamar.
    Que tal um pouco de pudor e vergonha na cara?

    Eleições do F.C.Porto: parabéns ao vencedor, honra e parabéns aos vencidos 08/06/2020 11:45 Dragão até à Morte


    Sem surpresa, Jorge Nuno Pinto da Costa ganhou as eleições com 68,65 % dos votos para direcção e 64,96 % para o Conselho Superior, num universo de 8480 votantes.
    Importa por isso felicitar o presidente reeleito e desejar-lhe - junto com a equipa que escolheu para a direcção e que irá escolher para a SAD -, muita sorte, todo o sucesso desportivo e financeiro do mundo, consiga tirar o F.C.Porto da situação dificílima em que se encontra.
    Parabéns também a José Fernando Rio, Nuno Lobo - apesar da tirada de mau gosto sobre honestidade e integridade de Jorge Nuno Pinto da Costa. Não havia necessidade, devia ter sido assumida e não desmentida, junto com um pedido de desculpas - aos membros da lista candidata ao Conselho Superior, na pessoa do cabeça de lista, Miguel Brás da Cunha.
    Meus amigos, graças a vocês o F.C.Porto teve as eleições mais participadas deste século.
    Graças a vocês o F.C.Porto teve umas eleições à altura da grande instituição que é - apesar de ser fundamental que no próximo acto eleitoral os sócios do F.C.Porto espalhados pelo país e pelo mundo, possam votar sem ter de se deslocar à Invicta.
    Graças a vocês o senhor presidente falou mais em duas semanas do que tinha falado em vários meses. E, por exemplo, tivemos notícias sobre o naming, a Cidade do F.C.Porto - cá estaremos para ver se finalmente a promessa vai ser cumprida - e até a renovação com Tomás Esteves, que alguns já davam como perdida e até já estavam a arranjar bodes expiatórios para a saída do jovem lateral, foi conseguida.
    Porque ao candidatarem-se deram um sinal de vitalidade democrática que devia ser aplaudido e não criticado, muito menos encarado como falta de respeito, consideração, memória ou gratidão.

    Pela parte que me toca, vou continuar fiel aos princípios que estiveram na génese da criação do blog:
    O "Dragão até à morte", será, sempre, dentro das suas possibilidades, um bastião inexpugnável na defesa dos interesses da causa azul e branca. Não foi, não é, nem nunca será, um blog seguidista, acrítico, incapaz de ter opinião... não, será sempre fiel à cultura de exigência que é apanágio do clube do Dragão e porque criticar, desde que com respeito, de forma objectiva e construtiva deve ser incentivado e não olhado de soslaio e como um crime de lesa pátria. Mas, como sabem bem os que frequentam o tasco, guardarei as minhas melhores energias para o combate contra os inimigos do F.C.Porto, que são muitos.

    Uma nota final para o Senhor Doutor Juiz Matos Fernandes, presidente da Assembleia Geral do F.C.Porto e que, infelizmente, está de saída.
    - Senhor Doutor Juiz, na pessoa do Senhor, quero dar os parabéns a todos os que tiveram participação nas eleições, que sendo as mais concorridas deste século, decorreram com uma normalidade e organização exemplares, à F.C.Porto, em tempos de pandemia.
    Parabéns extensivos aos sócios do F.C.Porto que votaram, pela forma serena, civilizada e tranquila como se comportaram neste acto eleitoral - não foi um ou outro exagero, de alguns mais papistas que o papa, que mancharam umas eleições que só podem orgulhar o universo portista.
    Viva o F.C.Porto!

    PS 1 - Sobre a reacção do SLB à notícia do Público, é preciso perguntar aos senhores advogados que eleboraram aquele comunicado duas coisas:
    Uma, o F.C.Porto - Futebol SAD é uma sociedade auditada por empresas de grande prestígio, cotada na bolsa de valores e supervisionada pela CMVM.
    Outra, porquê uma ataque ao F.C.Porto a uma notícia de um jornal de referência? Só faltou dizer que o jornal está ao serviço do F.C.Porto...

    PS 2 - Um jornal que passou completamente ao lado da notícia do Público e dá todos os destaques às reacções do Benfica, não é um jornal, é uma folha de papel higiénico... usado!

    PS 3 - Quem pensa que estas promiscuidade, cumplicidade e compadrio entre o Benfica e os poderes políticos e desportivos é coisa nova, desengane-se. Como podem ver no texto que vem já  aseguir e que me foi enviado pelo Manuel Guimarães, já há 90 anos era assim.

    PS 4 - Quando se está à rasca e se usa como argumentação informação made in lixeiras da cofina ou afins, corre-se o risco de rapidamente ser apanhado e desmentido. O SLB disse isto:
    «Segundo veio a público, a Câmara Municipal de Matosinhos prepara-se para ceder um terreno para o futuro centro de estágio do FC Porto num processo que contou com a intervenção do novo presidente do Conselho Superior do FC Porto e atual presidente da CM do Porto, Rui Moreira.»

    Como se pode ver pelo comunicado da CMM, é falso:
    "A Câmara Municipal de Matosinhos encontra-se a analisar um Pedido de Informação Prévia (PIP) que demonstra a intenção do Futebol Clube do Porto em instalar um complexo desportivo, com várias valências, no lugar da Amieira, na freguesia de São Mamede Infesta. Ou seja, o Futebol Clube do Porto fez entrar na Câmara Municipal de Matosinhos um pedido de informação que tem como objetivo perceber se é possível ou não realizar aquela operação urbanística.

    A CMM ainda não aprovou nenhum PIP, nem nenhum Plano de Pormenor, nem alterou o Plano Diretor Municipal para esta área, pelo que nega categoricamente todas as notícias que vieram a público insinuando que a Câmara Municipal de Matosinhos teria cedido terrenos ao Futebol Clube do Porto.

    A autarquia reforça que este se trata de um projeto privado, cujo promotor é uma entidade privada, não existindo nenhum tipo de parceria entre o promotor e a Câmara Municipal de Matosinhos, a quem cabe, como em dezenas de outros processos da mesma natureza, analisar e pronunciar-se de acordo com os regulamentos."

    Porquê, Facadinhas?
    Só vejo uma razão: a coisa vai aquecer para os lados da Luz e é preciso ter no Conselho de Disciplina alguém com este perfil...

    O benfiquistão, quando era benfiquistinho
    Transcrição de “História dos Campeonatos de Futebol em Portugal, 1921 a 1934
    de Giusepe Giorgio
    “ A época 1929/30 ficou (tristemente) célebre. O Barreirense venceu o III Campeonato de Setúbal, final no Montijo (3-0 ao Vitória). No Campeonato de Portugal, o F.C.B. afastou o Unidos do Barreiro, Comércio e Indústria, Luso, União de Coimbra, Boavista, Espinho, Belenenses (campeão de Lisboa!) e apurou-se para a finalíssima, sem qualquer derrota naquela época. Adversário: o Benfica, que ainda não tinha sido campeão nacional. Sucedeu algo de que se ressentiu muito no Barreiro... O encontro deveria ser disputado em campo neutro, mas as entidades (parciais) de Lisboa marcaram o encontro para o Campo Grande, o terreno de jogos do Benfica. O benfiquista João de Oliveira (um dos dois irmãos “Bananeiras”) estava suspenso por semanas antes, ter agredido um árbitro em jogo. À última da hora, este Oliveira foi “amnistiado” do seu castigo de oito meses (!) a fim de poder alinhar na final contra o Barreirense. E – o que foi o cúmulo – para árbitro foi designado Silvestre Rosmaninho, exjogador do Benfica e um dos sócios mais antigos das águias (!). Os protestos do Barreirense caíram em saco roto. E o Barreirense foi batido no prolongamento, por 1-3, até o segundo golo foi obtido pelo referido “Bananeira” de modo irregular. E Augusto Sabbo não se tornou Campeão Nacional pelo Barreirense em 1930. Reportamo-nos hoje à que no Barreiro foi a tão tristemente célebre temporada de 1929/30, quando ao Barreirensezinho foi simplesmente “rapado” o título de campeão nacional de futebol. Quase não dá para acreditar como a “coisa” se passou... (O que – como é óbvio – não se encontra devidamente reportado nos livros próprios, por ser - como tão amiúde se passa na política - “bastante incorrecto” escrever a verdade). Os torneios máximos de futebol (em que o Benfica até então não se sagrara campeão!) eram disputados em eliminatórias, ainda não por pontos...”


    Mas alguém ficou surpreendido? 06/06/2020 14:20 Dragão até à Morte

    Ler aqui o artigo do Público



    O jornal A Bola conseguiu o feito notável de apresentar primeiro o desmentido de uma fonte do Benfica, à notícia do Público, que a própria notícia. 
    Em tempos de pandemia, pode haver carências várias, mas a falta de pudor e vergonha na cara, está sempre presente nos serpas, delgados, urbanos, quaresmas e gonçalos desta vida. E pela amostra, também não vai faltar leite. As vaquinhas, sobre o comando da Delgadinha, a vaquinha pitosga, têm as tetas cheias de leite.



    Tão discriminado internamente por uma comunicação social que sistematicamente o hostiliza, ainda bem que os órgãos de comunicação social estrangeiros estão atentos e sempre prontos a fazer justiça e a consolidar o prestígio internacional do SLB.


    Caixa de comentários




    Quarta-feira regressam os treinos de conjunto à porta fechada, mas em directo na TV paga 29/05/2020 14:19 Dragão até à Morte


    À frase de Vítor Oliveira - um homem do futebol, competente, inteligente, culto e com a liberdade de dizer o que pensa sem pedir autorização a ninguém nem procurar agradar a algumas ondas de prostitutos da escrita e da palavra que vão ajustando a opinião às circunstâncias -, acrescento que o que vai regressar na próxima semana não é futebol, é a antítese do que é o futebol. O que vai regressar, no caso do F.C.Porto, quarta-feira às 21:15, no estádio do Famalicão, é uma espécie de treino de conjunto à porta fechada - ponto final. As razões são conhecidas, mas para não ser repetitivo, recordo apenas uma: o público é a verdadeira essência do futebol.
    Mas se fizermos uma retrospectiva sobre este regresso vemos coisas do arco da velha. Por exemplo, a poucos dias do recomeço ainda não sabemos com que regras os jogos se vão disputar. Vão ser permitidas três ou cinco substituições? Sim, porque o Benfica junto com o seu Guardanapo - desta vez não foi preciso a intervenção do presidente do Braga! -, resolveram complicar ou não? E que dizer das nuances sobre os estádios onde se vão disputar os jogos? Começou pela ideia de ter as equipas concentradas numa zona do país, Algarve, e com os jogos a disputarem-se no estádio algarvio. Depois passou-se para meia-dúzias de estádios, os de nível 1. Agora, segundo as últimas notícias, apenas a Codecity F.C. e o Santa Clara vão jogar fora dos seus redutos. E se no caso dos açoreanos até se compreende, já no caso do clube de Rui Pedro Soares a coisa atinge o cúmulo do surrealismo - então sempre foi feito tudo para que nada obstasse que a final da Taça de Portugal, com dezenas de milhar de pessoas, se disputasse no Jamor e agora nem um niquinho se faz para que a Codecity F.C. continue a jogar no estádio de Oeiras?
    Assim e como conclusão:
    Não, não e não, este futebol que se prepara para regressar não é o futebol que sigo apaixonamente há mais de 50 anos. Tirem-se deste futebol de facadinhas, carroceiros, guardanapos e similares... E como tal recuso-me ver os jogos.
    Como é óbvio e mesmo sabendo que não vai ser fácil, o caminho vai estar armadilhado, desejo que o F.C.Porto tenha sucesso, consiga atingir os seus objectivos.


    PS - Devemos ter todo o respeito pelo senhor presidente que se candidata a mais um mandato de 4 anos? Claro, concordo em absoluto, nunca me passaria pela cabeça outra coisa que não fosse respeitar o presidente do meu clube. Mas pode-se insultar os candidatos das outras listas à vontade? Pode-se dizer de Fernando Gomes e Adelino Caldeira, que, pasme-se, até fazem parte da lista do senhor presidente, o que Maomé não disse do toucinho? Pode-se insultar e até ameaçar quem não está com a lista A?
    Que fique claro e para memória futura:
    Pela 1ª vez desde os anos oitenta do Século passado, não vou votar Pinto da Costa. E não mudei na minha forma de viver e sentir o F.C.Porto... e também não recebo lições de portismo de ninguém... muito menos daqueles que enchem a boca a dizer que estão em todas, mas têm viagens, estadia e bilhetes de borla.

    Notas finais:
    Na questão do Covid-19, por pudor abstenho-me de dizer o que penso sobre o que se diria se o que está acontecer em Lisboa e Vale do Tejo estivesse a acontecer no Porto e no Norte de Portugal.

    Eh, pá, não se atrevam a colocar a grande Lisboa sob cerco sanitário. O futebol maravilha está para regressar, o entusiasmo é notório, a alegria é contagiante e uma decisão dessas ainda podia ser interpretada por uma manobra do F.C.Porto...

    Porque ISTO transcende muito as eleições do F.C.Porto.
    Até quando a estação pública de televisão vai ter ao seu serviço o peixeiro, ressabiado e anti-portista fanático do Manuel José? Mas desde quando pessoas que se zangaram não se podem reconciliar. Mas quem se julga esse mau carácter para ir ao passado e atacar de forma desabrida uma figura e capitão do F.C.Porto, campeão europeu e mundial de clubes e um internacional português de referência?
    - Manuel José, você não presta, você está a envelhecer cheio de ressentimento e de ódio, perseguido por muitos fantasmas. Você coloca-se ao nível dos mais fundamentalistas dos adeptos, dos piores carroceiros que emporcalham vários programas de televisão. Tenha um pouquinho de vergonha e dedique-se à pesca... ou então, tenha um lampejo de discernimento, seja coerente e vá para a BTV.
    O que pensa disto a direcção de informação da RTP?

    Maldita pandemia...

    Agora estou como São Tomé... 26/05/2020 10:15 Dragão até à Morte


    Que o F.C.Porto precisa de um Centro de Formação ou Cidade do F.C.Porto, chamem-lhe o que quiserem, é indiscutível - Benfica, Sporting, Braga... já têm. Mas depois disso já fazer parte do programa de Jorge Nuno Pinto da Costa para o mandato que está a terminar e nada foi feito, quando a situação do clube e do país era muito melhor, agora estou como São Tomé...

    Não tarda que o edifício sede da Liga seja colocado à venda 21/05/2020 13:58 Dragão até à Morte


    É óbvio que um futebol sempre envolto em confusões e polémicas - a última diz que os clubes querem correr com Pedro Proença da presidência da Liga e a lixeira desportiva da Cofina traz uma notícia que espero que não se confirme: "Benfica e F.C.Porto lideram o movimento que exige a saída imediata". Também, a que propósito quer o Guardanapo da Madeira impugnar uma decisão sobre um campeonato em que não é parte interessada? -, não se dá ao respeito, perde capacidade reivindicativa, só lhe resta ir a um encontro com o 1º Ministro, de baraço ao pescoço, e pela mão de Fernando Gomes.
    Assim, não espanta que aquilo que muitos nunca engoliram, a sede da Liga ser no Porto, esteja quase a passar à história. E como o poder voltou novamente para a Lisboa e para a FPF, não vai tardar que a Liga seja completamente esvaziada e o seu edifício sede seja colocado à venda. Será um glorioso regresso ao passado. E como o Belenenses anda pelos regionais, já não conta, após o Facadinhas, teremos na FPF e de 4 em 4 anos, um presidente da federação do Benfica e depois um do Sporting. Tudo com o patrocínio de Fernando Gomes, ex-atleta e dirigente do F.C.Porto, mas que sabe bem que se fosse contra o clube do regime e seus acólitos, teria vida muito difícil, duraria pouco tempo na presidência da FPF.
    Resumindo: os interesses do SLB, percebo bem, já os do F.C.Porto tenho muitas dificuldades em perceber. Deve ser efeito da pandemia e do confinamento.


    Faz hoje anos que o F.C.Porto conquistou a Taça UEFA no Inferno de Sevilha. Quando revejo essas IMAGENS ainda me emociono. Muito mais agora...


    Oxalá tudo corra bem, senhor presidente... 14/05/2020 18:24 Dragão até à Morte


    Estamos a competir com um polvo gigantesco, de contornos mafiosos e que não olha a meios para atingir os fins. Mas que importa? Nada. Somos um clube cheio de fair-play, desprendimento e obviamente, como qualquer portista atento sabe, é por isso que queremos muito jogar... assim, oxalá tudo corra bem, senhor presidente...

    Entretanto, hoje no Jornal da Tarde da RTP, tempo de antena do SLB. Pretexto, o festejo do tetra. Bravo, Carlinhos!


    Aí estão eles, através do seu principal antro de freteiros, recadeiros e cartilheiros, o chiqueiro da queimada, a impor as suas condições.
    Enquanto o F.C.Porto não se importa de jogar na Luz, mesmo com público, o SLB tem medo de jogar no Dragão... vazio!

    Última hora:
    No recomeço do campeonato Benfica só aceita jogar com esta bola...


    Não há público, não há alegria, entusiasmo, paixão, mas há futebol todos os dias.
    Só um palhaço é que pode dizer que este futebol, primeiro estranha-se e depois entranha-se. É surreal ver até onde chegam algumas cabecinhas para defender o indefensável.

    Entretanto, há gente cheia de sorte... coisas de Família.