Eustáquio tem de parar Record 06/12 - Terça, às 03:34

    Lesão na coxa esquerda sofrida pelo Canadá obriga-o a falhar, pelo menos, a fase de grupos da Allianz Cup

    Terminada a aventura no Mundial, Paulo Bento deixa a Coreia: “Vou descansar e depois logo verei o que farei” 05/12 - Segunda, às 22:28

    O selecionador português confirmou a saída da seleção asiática após a derrota (4-1) frente ao Brasil, nos oitavos de final do Campeonato do Mundo, esta segunda-feira. Paulo Bento estava no cargo desde agosto de 2018

    Mundial2022: Paulo Bento confirma adeus à seleção da Coreia do Sul 05/12 - Segunda, às 22:12

    "Se não foi o melhor grupo com que trabalhei, foi um dos melhores certamente", afirmou o treinador português, na hora da despedida.

    Paulo Bento confirma adeus à seleção da Coreia do Sul sapo.pt 05/12 - Segunda, às 21:55

    O português Paulo Bento anunciou hoje que vai deixar de ser selecionador da Coreia do Sul, após a derrota com o Brasil (4-1), nos oitavos de final do Mundial2022 de futebol, no Qatar.

    "A nossa participação terminou aqui e, agora, é pensar no futuro, que não passará pela seleção da Coreia. Vou descansar e depois logo verei o que farei. Acabei de o comunicar aos jogadores, ao presidente, é uma decisão que tinha tomado desde setembro. Hoje acabei apenas por confirmá-la e agradecer tudo o que fizeram e tudo o que deram", referiu.

    Na conferência de imprensa após o encontro com o Brasil, Paulo Bento disse que "não poderia estar mais orgulhoso" de ter treinado a seleção sul-coreana, que liderava desde 2018.

    "Se não foi o melhor grupo com que trabalhei, foi um dos melhores certamente", afirmou.

    Sobre o encontro dos oitavos de final, Paulo Bento disse que estava "triste pelo resultado, mas muito orgulhoso do que estes rapazes fizeram nestes quatro anos".

    Este foi o segundo Mundial de futebol de Paulo Bento como selecionador, depois de ter comandado Portugal no Mundial2014, quando a equipa das 'quinas' não passou da fase de grupos.

    No Estádio 974, em Doha, Vinícius Júnior, aos sete minutos, Neymar, aos 13, de penálti, Richarlison, aos 29, e Lucas Paquetá, aos 36, apontaram os tentos dos ‘canarinhos’, campeões em 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002, enquanto Paik Seun-gho marcou para os asiáticos, aos 76.

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.  

    Guarda-redes brasileiro não esquece Abel Ferreira na hora da estreia sapo.pt 05/12 - Segunda, às 21:49

    O guardião brasileiro Weverton fez esta segunda-feira a sua estreia no Campeonato do Mundo; o guarda-redes que alinha no Palmeiras entrou aos 80 minutos para substituir Alisson Becker e fazer os seus primeiros minutos no Mundial.

    Após a sua estreia, o guarda-redes canarinho não esqueceu o treinador Abel Ferreira e agradeceu ao técnico português lhe ter permitido chegar a este momento.

    "Todas as performances [coletivas e individuais], todos os títulos que conquistámos juntos proporcionaram-me a estar aqui hoje no Mundial. Estou feliz por essa oportunidade que eu tive, por poder aprender com ele, é um 'cara' muito acima da média, é, de facto, um professor. É aquele que ensina, que mostra, que tem palavras de conforto e carinho para todos. Estamos muito satisfeitos com o trabalho dele, sou grato também a ele por estar aqui hoje. Quero aproveitar para mandar-lhe um abraço também, é um momento histórico para mim e para todos os meus companheiros", disse o guarda-redes após a vitória diante da Coreia do Sul.

    Weverton, de 34 anos, fez esta segunda-feira a sua nona internacionalização pela seleção brasileira, a primeira num Campeonato do Mundo. O Brasil venceu a Coreia do Sul por 4-1 e garantiu a passagem aos quartos de final onde vai enfrentar a Croácia.

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.  

    Vêm da terra de Pelé e já nem disfarçam 05/12 - Segunda, às 21:13

    No primeiro carnaval organizado pela comitiva em Doha, no Estádio 974, o Brasil já vencia a Coreia do Sul por 4-0 aos 36 minutos. A exibição foi deslumbrante até cair, por homenagem ao que vem depois. A Coreia do Sul, de Paulo Bento, reduziu e acabou por ter várias hipóteses para marcar

    Brasil esmaga Coreia de Paulo Bento na primeira parte. Segue-se a Croácia 05/12 - Segunda, às 20:55

    Os brasileiros garantiram o apuramento para os quartos-de-final na primeira parte, acabando por vencer os sul-coreanos por 4-1.

    Brasil goleia Coreia do Sul e enfrenta a Croácia nos quartos de final sapo.pt 05/12 - Segunda, às 20:54

    O Brasil venceu esta segunda-feira a Coreia do Sul por 4-1, em partida relativa aos oitavos de final do Campeonato do Mundo. Os canarinhos entraram fortes na partida, tendo resolvido o jogo ainda na primeira parte com quatro golos sem resposta, três dos quais antes de finalizados os primeiros trinta minutos. Na segunda parte o ritmo baixou e a Coreia do Sul nunca virou a cara à luta, acabando por conseguir o golo de honra.

    O Brasil entrou na partida a todo o gás, empurrando a Coreia para a sua zona mais recuada graças à velocidade aplicada nos corredores. Aos sete minutos, Raphinha arrancou pela direita, cruzou atrasado para

    Ainda a Coreia do Sul se recompunha do golo sofrido quando viu Richarlison a sofrer falta de Woo-Young dentro da área, ; antes de chegar ao primeiro quarto-de-hora de jogo o Brasil já tinha dois golos de vantagem.

    Procurando responder à entrada forte do adversário, a Coreia do Sul tentou reagir, procurando explorar a velocidade da sua frente de ataque; aos 17 minutos Hwang-Hee Chan tentou à entrada da área mas Alisson voou para uma grande defesa.

    Com a equipa de Paulo Bento mais avançada no terreno, o Brasil começou a ter mais espaço para lançar rápidos ataques em busca de mais um golo. Todavia, o 'escrete' acabou por chegar mesmo ao 3-0, mas através de uma jogada de triangulação dos seus avançados; passes rápidos e ao primeiro toque e

    Os coreanos bem tentavam chegar com perigo junto da baliza brasileira, contudo, tal ousadia acabou trazer mais amargos de boca à seleção asiática. Aos 36 minutos um rápido contra-ataque de Vinicius permitiu ao extremo do Real Madrid servir

    Até ao intervalo a Coreia continuou a tentar criar perigo e o Brasil a fazer isso mesmo, tendo ameaçado o 5-0 em várias ocasiões.

    Na segunda parte o Brasil entrou naturalmente com um ritmo significativamente inferior ao aplicado nos primeiros 45 minutos, tal desaceleração permitiu à Coreia ameaçar logo aos 47 minutos mas Alisson negou o golo a Son.

    Apesar de jogar a uma velocidade inferior, o Brasil continuou a procurar o golo, mais propriamente Raphinha; o extremo do FC Barcelona criou três boas ocasiões para aumentar a vantagem dos canarinhos. Do outro lado, e apesar da larga vantagem no marcador, Alisson Becker mostrou-se totalmente intransponível, mostrando-se à altura ao negar nova oportunidade de golo aos coreanos à passagem dos 68 minutos.

    Todavia o guardião do Liverpool não teve qualquer hipótese de travar

    A partida foi caminhando para o seu término com  ambas as equipas ainda à procura de mais golos, principalmente os comandados de Paulo Bento que ainda queriam reduzir a diferença no marcador. Contudo o resultado final não iria sofrer mais alterações até final.

    Com esta vitória a formação brasileira carimbou a passagem aos quartos de final do Mundial; o 'escrete' terá pela frente a vice-campeã mundial Croácia.

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.  

    FIFA acusada de pintar o relvado para esconder o seu mau estado sapo.pt 05/12 - Segunda, às 18:56

    Alguns jogadores da seleção inglesa terão manifestado o seu descontentamento após o jogo diante do Senegal, onde os britânicos venceram por 3-0, ao verificar que os seus equipamentos tinham algumas manchas verdes.

    O jornal britânico 'Daily Mail' avança que os jogadores ingleses suspeitam que a FIFA tenha mandado pintar de verde o relvado do Estádio Al Bayt, por forma a disfarça o desgaste do mesmo, algo que é também feito nos torneios 'Masters' de golfe.

    A FIFA negou estas acusações, isto apesar de ter admitido recorrer a esse expediente nas zonas de aquecimento.

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.  

    “Acho saudável termos um mundial que não é dominado pelos europeus”. O que dizem os adeptos nas ruas do Catar? 05/12 - Segunda, às 18:53

    É difícil beber álcool, mas há quem ache a experiência interessante. “Imaginem o que era estar tudo a beber nestas ruelas estreitas”, diz um inglês. E os portugueses também não se importam, embora já tenham contornado a questão: encontra-se cerveja nos bares dos hotéis. Pelas ruas do Catar há quem recomende, quem aponte o dedo às ideias preconcebidas, há deslumbramento e encanto. Eis o que dizem os adeptos de várias nacionalidades