Acompanhe AO MINUTO o Brasil-Coreia do Sul sapo.pt 05/12 - Segunda, às 18:50

    Brasil e Coreia do Sul lutam por uma vaga nos quartos de final do Campeonato do Mundo. O vencedor deste jogo irá medir forças com a vice-campeã Croácia.

    Os brasileiros venceram o grupo G à frente de Suiça, Sérvia e Camarões, enquanto que a Coreia do Sul conseguiu o apuramento no último jogo da grupo H, ao vencer Portugal e garantir o segundo lugar atrás da seleção lusa.

    A grande novidade no Brasil passa pelo regresso de Neymar, que vai diretamente para o onze inicial; o avançado do Paris Saint-Germain esteve afastado dos dois últimos jogos da fase de grupos do 'escrete' após se ter lesionado na partida inaugural diante da Sérvia.

    A partida arranca no Estádio 974 quando forem 19 horas, e terá a arbitragem do francês Clement Turpin.

    Japão - Croácia. As intermitências dos nervos a 11 metros da baliza 05/12 - Segunda, às 18:12

    Para variar um pouco da imagem deixada na fase de grupos, o Japão começou a querer ter mais protagonismo com a bola, aceitando a pressão da Croácia durante a primeira parte. Até marcou primeiro, mas, aos poucos, os europeus absorveram o jogo para o seu ritmo lento de troca de passes e empataram, para a redoma durar 120 minutos. E, nos penáltis, o andamento trazido pelos croatas do Mundial anterior serviu-lhes para sobreviverem e a despedida de Luka Modric ser, pelo menos, nos quartos de final

    Croácia bate Japão nos penalties e segue para os quartos de final sapo.pt 05/12 - Segunda, às 17:45

    O Japão entrou em campo como uma das grandes surpresas deste Campeonato do Mundo, tendo sido primeiro de um grupo que incluía as antigas campeãs do mundo Espanha e Alemanha. Numa partida muito equilibrada, os japoneses mostraram-se sempre muito organizados e procurando explorar o erro de uma Croácia que não conseguia traduzir o seu aparente domínio da partida em oportunidades de golo.

    Assim, foi mesmo a seleção asiática que se adiantou no marcador já em cima do intervalo. Aos 43 minutos, um canto marcado à maneira curta levou a bola para área onde acabou para sobrar para Daizen Maeda que não perdoou e levou os japoneses em vantagem para o intervalo.

    Na segunda parte a Croácia procurou reagir e acabou por chegar ao empate aos dez minutos da etapa complementar. Cruzamento de Lovren na direita e Ivan Perisic a aparecer na passada e a cabecear para o empate. Até ao final dos 90 minutos a partida manteve-se dividida, com oportunidades de parte a parte. Perante este equilíbrio, não foi de espantar que a partida chegasse ao prolongamento, o primeiro deste Mundial.

    No prolongamento manteve-se a toada dos 90 minutos, Croácia com maior iniciativa de jogo e o Japão à procura de lançar ataques rápidos e beneficiar da velocidade da sua frente de ataque. Assim, e perante a quase inexistência de oportunidades de golo, o jogo acabou por ser decidido através do desempate por grandes penalidades.

    Dos onze metros os croatas acabaram por ser mais competentes e venceram por 3-1. Destaque para Livakovic que parou três grandes penalidades.

    Com este resultado a Croácia consegue ultrapassar mais uma eliminatória após os 90 minutos, a sexta consecutiva. Os vice-campeões do mundo irão defrontar nos quartos de final o vencedor do jogo entre Brasil e Coreia do Sul.

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.  

    Croácia vence Japão no desempate por penáltis e está nos quartos-de-final 05/12 - Segunda, às 17:43

    Os croatas estiveram a perder, mas conseguiram empatar e levar o jogo para os penáltis, onde acabaram por garantir o apuramento.

    Mundial2022: Pelé deseja sorte ao Brasil e diz que vai assistir ao jogo com Coreia do Sul sapo.pt 05/12 - Segunda, às 17:01

    O antigo internacional brasileiro Pelé, para muitos o melhor futebolista de sempre, disse que vai assistir hoje ao jogo entre Brasil e Coreia do Sul, dos oitavos de final do Mundial2022, a apoiar cada jogador da seleção ‘canarinha’.

    “Assistirei ao jogo do hospital e estarei torcendo muito por cada um de vocês. Boa sorte!”, escreveu Pelé na rede social Twitter, num momento em que se encontra internado.

    Edson Arantes do Nascimento, conhecido como Pelé, deu entrada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, na última terça-feira para reavaliação do tratamento a um cancro no cólon, detetado em setembro de 2021, mas também teve uma infeção respiratória, “tratada com antibióticos”, explicou então a equipa médica.

    Segundo o mais recente boletim clínico, divulgado no sábado, Pelé, de 82 anos, “tem tido uma boa resposta aos tratamentos à infeção respiratória, não apresentando agravamento do quadro clínico nas últimas 24 horas”.

    A mensagem hoje de Pelé à seleção é ilustrada com uma fotografia do jogador, acompanhado pelo pai, por ocasião do Mundial de 1958, o primeiro conquistado pelo Brasil, de um total de cinco, três dos quais do antigo jogador, também campeão em 1962 e 1970.

    “Em 1958, eu caminhava pelas ruas pensando em cumprir a promessa que fiz ao meu pai. Sei que hoje muitos fizeram promessas parecidas e também vão em busca da sua primeira Copa do Mundo”, descreveu o jogador, na fotografia de 1958, já na Suécia.

    No Mundial2022 no Qatar, onde o Brasil procura chegar ao ‘hexa’, a seleção ‘canarinha’ defronta hoje a Coreia do Sul, em jogo dos oitavos de final da competição, com início às 22:00 locais (19:00 em Lisboa).

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.  

    VÍDEO: Cristiano Ronaldo ainda merece ser titular? E que buracos Portugal pode explorar no 'queijo suíço'? sapo.pt 05/12 - Segunda, às 16:38

    . Os comentadores Tomás da Cunha e Óscar Botelho estiveram em estúdio a descobrir os pontos fracos da Suíça, adversário de Portugal nos oitavos de final do Mundial.

    Os nossos analistas esmiuçaram a derrota lusa diante da Coreia do Sul, sem deixar de passar pelo tema Cristiano Ronaldo. Houve tempo ainda para analisarmos a fase de grupos e falar sobre as seleções que desiludiram e as que surpreenderam.

    Neste quarto programa também falámos dos jogos já realizados dos oitavos de final, com incidência na forte candidatura da França, das dificuldades da Argentina, do talento individual da seleção de Inglaterra e de um Países Baixos que voltou finalmente a ser Holanda.

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.  

    FIFA abre processo disciplinar aos uruguaios Cavani, Giménez, Godín e Muslera 05/12 - Segunda, às 16:36

    Em causa estará o mau comportamento dos jogadores após a eliminação no jogo com o Gana. Sérvios também estão a contas com a disciplina por incidentes no jogo com a Suíça.

    Galeria: Sabe o nome de todos os jogadores portugueses que já marcaram golos em fases finais de Mundiais? sapo.pt 05/12 - Segunda, às 16:32

    Portugal disputa terça-feira, frente à Suíça, o seu 31.º jogo em fases finais de Campeonatos do Mundo. Nos anteriores 30 somou 14 vitórias, seis empates e dez derrotas. Sofreu 39 golos e marcou 55.

    Ora esses 49 golos foram divididos por 26 jogadores (Portugal beneficiou ainda de três autogolos). Eusébio (com os seus nove golos em seis jogos em 1966, naquela que foi a sua única participação em fases finais de mundiais) lidera a lista de goleadores lusos em Campeonatos do Mundo, seguido por Cristiano Ronaldo (oito golos em 19 jogos). A completar o pódio surge Pauleta, com quatro remates certeiros (em nove jogos, divididos por duas fases finais).

    Houve ainda mais cinco jogadores a fazerem balançar as redes por mais do que uma vez pela 'Equipa das Quinas' em Mundiais, enquanto outros 17 marcaram por uma vez.

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.  

    Dois meses depois da tragédia, o futebol regressou aos estádios da Indonésia 05/12 - Segunda, às 16:27

    Com o objetivo de “salvaguardar o futuro do futebol no país”, o governo do país autorizou o retorno das competições aos estádios, esta segunda-feira, com os jogos a realizarem-se à porta fechada

    Mundial2022: Bukayo Saka preparado para marcar penálti pela Inglaterra sapo.pt 05/12 - Segunda, às 16:27

    O futebolista inglês Bukayo Saka assegurou hoje ficar “mais do que contente” se for escolhido para marcar uma grande penalidade no Mundial2022, depois de ter desperdiçado um penálti na final do Euro2020, frente à Itália.

    Em conferência de imprensa, o jogador mostrou-se preparado para marcar um castigo máximo, caso o selecionador inglês, Gareth Southgate, o escolha para rematar da marca dos 11 metros.

    Saka falhou a quinta e última grande penalidade no desempate da final do Euro2020, disputado em 2021, depois de Marcus Rashford e Jadon Sancho também não terem conseguido marcar, sendo, depois, alvo de ofensas nas redes sociais, a maioria de teor racista.

    "Amadureci e progredi muito. Eu não tinha decidido marcar os penáltis pelo Arsenal se não tivesse a confiança necessária. Se chegar a altura e me pedirem para marcar, terei todo o gosto em fazê-lo", disse.

    Depois da final do Euro2020, a avançado converteu as três grandes penalidades que cobrou pelo Arsenal, tendo também já marcado três golos na fase final do Mundial2022.

    "Pessoalmente, tentei seguir em frente, obviamente sei que nunca poderei realmente apagar isso, está na história do futebol. Mas, ao mesmo tempo, vir aqui e marcar aqueles três golos, claro, elevou-me muito e o amor dos adeptos dá-me muita confiança", acrescentou.

    Depois de ter vencido o Grupo B, frente a Estados Unidos, Irão e País de Gales, a Inglaterra superou o Senegal (3-0), nos oitavos de final, e vai defrontar a França, campeã do mundo, nos ‘quartos’, no sábado.

    O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos.