Jordão. 18/10/2019 10:40 És a nossa Fé

    D6A499D6-AF19-44F9-BC13-C7EE6F2706F8.jpeg

    Obrigado Rui Jordão (Benguela, Angola, 9/8/1952; Cascais, Portugal, 18/10/2019). Um verdadeiro craque que nos deu muitas alegrias e que manteve sempre uma postura impecável depois do adeus ao futebol. Sem manchar a sua carreira, sem entrar em polémicas e sem sujar o nome e os valores do clube. Será sempre uma lenda para nós, Sportinguistas.

    Cresci a vê-lo jogar com a nossa camisola e a marcar dezenas de golos, sempre com muita elegância e sobriedade. Fui a Alvalade muitas vezes por causa dele, tenho algures o seu autógrafo recolhido à porta da 10A.

    Espero que o Sporting Clube de Portugal, mesmo estando a passar por um dos períodos mais tristes da sua História, saiba reconhecer o verdadeiro valor deste homem. E honrar a sua memória.

    Reciclar, reutilizar, (reduzir) reformar 18/10/2019 09:42 És a nossa Fé

    Eu cá por mim aproveitava as faixas, sempre se poupa algum...

    Não sei se os mesmos se prontificarão para a tarefa (legítima na altura como o será agora), mas se não, deixem lá o material que alguém rapidamente lhe pegará.

    Manifestantes pedem novas eleições no Sporting

    Nota: Foto retirada do Expresso, publicada no dia 04.06.2018 às 23.09 horas, pública portanto.

    O Sporting como se quer... ou alguém quer! 18/10/2019 03:31 Camarote Leonino

    3204-934x.jpg

    O Movimento Salvar o Sporting revelou, esta quinta-feira, que vai pedir a destituição da Mesa da Assembleia Geral (MAG) e do Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD) do Clube por alegadas violações aos estatutos e regulamentos.

    O movimento, protagonizado por um conjunto de sócios (?), acusa o presidente da MAG, Rogério Alves, de não cumprir as normas apenas por as considerar absurdas, as quais foram aprovadas por mais de 75 por cento dos sócios em Assembleia Geral, e ainda de subverter as assembleias deliberativas, colocando a discussão dos vários pontos como um mero acto decorativo, numa autêntica falta de respeito por quem pretende confrontar os responsáveis directivos com questões.

    "Um conjunto de sócios entregou um requerimento a ser submetido à Assembleia de quinta-feira, que foi recusado pela Mesa, mesmo cumprindo todos os preceitos legais. Foi o senhor presidente da MAG quem levou a que os ânimos se exaltassem. As violações dos estatutos e regulamentos são acções demasiado graves e que num passado recente levou à expulsão de sócios.

    Assim, informamos os sócios do Sporting CP que iniciámos o processo legal com vista à destituição do presidente da Mesa da Assembleia Geral e, como não houve por parte do restante órgão nenhuma condenatória das acções do seu presidente, essa destituição é extensível a toda a Mesa da Assembleia Geral", disse Soraya de Amorim, porta voz do movimento, que se apresentou aos jornalistas na Rotunda do Leão, junto ao Pavilhão João Rocha.

    Por outro lado, este conjunto de sócios (?) considera que o CFD violou um compromisso eleitoral da candidatura 'Unir o Sporting' com a abertura de processos disciplinares contra associados que se manifestaram contra os órgãos sociais durante a AG de 10 de Outubro.

    "Não manifestamos apoio algum aos insultos de registo, no entanto, consideramos que a actuação do presidente (Frederico Varandas) foi tanto ou mais grave a provocar os associados, sem que tenha sido feito um reparo por parte dos restantes elementos dos órgãos sociais. Foi criado pelo CFD um clima de medo e no Sporting não pode haver medo com a ameaça de expulsão de sócios", reforçou Soraya de Amorim, colocando-se o movimento à disposição dos associados que venham a ser alvo de processos disciplinares para auxílio jurídico.

    O Movimento Salvar o Sporting pretende formalizar junto do CFD até ao início do mês de Novembro o pedido de destituição, devidamente fundamentado, da MAG, e do próprio órgão fiscal e disciplinar, remetendo para mais tarde outros procedimentos em função da decisão que vier a ser tomada pelo CFD.

    Reportagem da Lusa

    "Não precisamos de heróis, mas de construir uma equipa" 18/10/2019 03:30 Camarote Leonino

    image.jpg

    Mais uma vez, a Lei de Murphy vitimou o Sporting, mas, nesta ocasião, o efeito da lenda urbana foi precipitado pelo próprio treinador leonino que, na nossa opinião, sobreestimou o plantel à sua disposição.

    Por força dos regulamentos vigentes, Silas não falou em conferência de imprensa formal, tendo posteriormente prestado declarações aos jornalistas, no final do jogo com o Alverca que ditou o afastamento do Sporting da Taça de Portugal:

    "Não foi apenas eficácia, mas foi importante. Fizemos o dobro dos remates, era a nossa obrigação pois defrontámos uma equipa duas categorias abaixo da nossa. Fizemos 22 remates e nenhum golo, não é muito normal. A outra parte tem que ver com o facto de alguns jogadores não terem estado connosco durante a semana e não terem trabalhado o que nós trabalhámos.

    Na segunda parte jogámos pior, houve posicionamentos que não foram cumpridos. Os jogadores estiveram nas suas selecções, é normal que não o tenham feito e permitimos transições ao Alverca. Não precisamos de heróis, construir uma equipa demora.

    Estamos aqui há apenas duas semanas, queremos resolver os problemas como equipa e não como individualidades. É uma das nossas batalhas. Vamos conseguir implementar isso, tenho a certeza absoluta. Demora, vai custar, temos de trabalhar muito, mas vamos conseguir. Apostámos na qualidade individual e acabámos por perder um bocado na nossa organização.

    Os adeptos estão desiludidos e com toda a razão. Temos de aceitar a crítica quando ela é merecida e é merecida. Mas não vamos deixar influenciar-nos".

    III Divisão e o resto 17/10/2019 23:13 És a nossa Fé

    alver.png

    1. Joga-se bem na III Divisão, mostrou hoje o Alverca. Bons jogadores, boa táctica de equipa, boa preparação física. Vitória limpa, sem porradas, sem anti-jogo. 

    2. É de procurar a "tag" José Peseiro aqui no blog. Demitido porque não servia. De então para cá tem sido o que se vê - seria Peseiro o  mago necessário ao clube? Presumo que não. Os colegas subsequentes vieram melhorar? Não. Convém mesmo lembrar a "tag" e ver o que dele se escreveu: que ganhava muito, que é pé-frio, que é frouxo, etc. E, até, que jogou para uma Taça com uma equipa com poucos titulares tendo perdido em casa. Talvez que a consulta ao que sobre ele se escreveu permita que passemos a ser mais suaves nas críticas.

    3. Ao que consta tem havido bom trabalho no difícil sector das finanças do clube. Nem comento, pois não percebo, mas saúdo. E isso implicou que saíssem jogadores para baixar despesas. Compreendo, "não há dinheiro, não há palhaço". Mas há coisas que me surpreendem. Uma delas é a mania de se dizer mal dos jogadores: lembro-me de há uns 2-3 anos ver na televisão um comentador, o radialista António Macedo, decerto que doutor honoris causa em futebol, dizer que Piccini não era jogador de futebol, era só "jogador da bola". É este tipo de atitude, flausina, que custa milhões ao clube e provoca imensos disparates.

    Exemplifico: li, e muito aqui também, que Bruno Gaspar era dos piores, ou talvez mesmo o pior, dos jogadores que passaram pelo clube (centenário). Foi despachado e foi-se buscar um Rosier que custou o que se poupou com Bas Dost. Já viram como joga?, é assim tão melhor do que o Bruno Gaspar? Li que André Pinto não acrescentava nada: é pior do que Ilori ou Neto? Li verdadeiros autos-de-fé sobre Jefferson. É assim tão pior que Borja? Li certidões de óbito de Bruno César, oficiais até. É pior do que os Jésés? Li vontades assassinas sobre Petrovic. É pior do que Eduardos ou afins? Este Luís Filipe heterógrafo tem alguma coisa a ver com décadas de avançados titulares do Sporting? Etc, etc. Quem é que escolhe os jogadores?, é pergunta necessária. Mas, também, quem é que põe os sportinguistas a dizer mal (e a blogar mal) sobre os jogadores, induzindo e até mesmo provocando tanto disparate, neste afã de caras novas, de carinhas larocas até ...

    4. Há três semanas aqui disse que as eleições se aproximavam. Em mensagens privadas alguns simpáticos correspondentes contestaram o que lhes pareceu a minha vontade numa queda da direcção. Explicito o que poderá ter sido mal entendido por defeito de forma: eu não quero a queda da direcção. Ela vai cair, o que é bem diferente, e isso devido à péssima gestão do futebol sénior, independentemente de outros méritos que venha apresentando. E fico-me nesta: se Varandas tivesse deixado ficar Peseiro grande parte desta confusão se teria evitado. Certo, se a minha avó não tivesse morrido ainda estaria viva. Mas uma coisa é a célebre "lei da vida" outra são decisões irreflectidas, fundadas no auto-convencimento.

    Ou seja, urge cabeça fria. E a haver caras novas, até larocas ..., que surjam com parcimónia. E que sejam bem escolhidas. E que as teclas - e os lamirés dos comentadores televisivos - percebam uma coisa: quando as ideias são de lata o silêncio é d'oiro. Não rima mas é verdade.

    A confrangedora mediocridade 17/10/2019 23:03 És a nossa Fé

    Presidente-do-Sporting-Frederico-Varandas[1].jpg

     

    Ainda em Outubro, já o Sporting está fora de todos os objectivos relevantes na temporada futebolística: goleados na Supertaça, excluídos sem remissão da liderança do campeonato, agora fomos eliminados da Taça de Portugal pelo Alverca, que actua no terceiro escalão do futebol luso. É uma noite de pesadelo para o desvanecido emblema leonino: a queda acaba de ocorrer no nosso jogo de estreia nesta competição.

    Se analisarmos com rigor, devemos concluir: entrámos em campo derrotados. Para ser mais preciso: esta época começou logo sob o signo da derrota - fruto da improvisação, do amadorismo e da incompetência da SAD leonina. Que planeou mal, contratou pior, despediu quem não devia, apostou em quem jamais devia ter apostado.

     

    O resultado está à vista: é uma confrangedora mediocridade. Do pior que tenho visto desde sempre neste meu clube do coração. Com jogadores sem intensidade, sem classe, sem categoria mínima para integrar os nossos quadros. Aqui ficam os nomes dos que agora se arrastaram sem préstimo em campo: Rosier, Neto, Ilori, Borja, Doumbia, Miguel Luís, Eduardo, Jesé e Luiz Phellype. Todos juntos, formaram uma absoluta nulidade. Perante a apatia silenciosa e resignada de um técnico recém-contratado, sentado no banco por não ter habilitações para actuar como treinador principal.

    Sobraram Vietto - único elemento do onze titular capaz de pensar o jogo e que nunca desistiu de procurar o golo - e o jovem guarda-redes Luís Maximiano, que se destacou numa defesa do outro mundo aos 45'. Dos suplentes utilizados, Bruno Fernandes e Bolasie - que deviam ter entrado de início - cumpriram os mínimos. Pouco mais havia a fazer: Bas Dost, Nani e Raphinha - importantes na conquista do troféu em 2018/2019 - já não integram o plantel.

    Enfim, uma exibição calamitosa em noite de imensa chuva. Sofremos dois golos de uma equipa com um orçamento incomparavelmente inferior mas muito mais bem organizada do que a nossa. E não marcámos sequer um golito para compensar a imensa desolação dos adeptos que se deslocaram a Alverca.

     

    Na bancada do estádio, de olhar errante e vago, estava um homem mais isolado que nunca: o presidente Frederico Varandas, que já teve cinco treinadores desde que iniciou funções, há apenas 13 meses. Despediu - e foi incapaz de contratar melhor. Quis assumir a tutela do futebol - e falhou em toda a linha. Prometeu recolocar o Sporting no trilho das vitórias e das alegrias - e tem acumulado derrotas que só nos proporcionam tristezas.

    Lamento escrever estas linhas, mas é tempo de concluir: a confrangedora mediocridade tem um nome. O dele.

    Gosta de carros ? 17/10/2019 22:59 Camarote Leonino

    37-Delage-D8-120_DV-16-Eah_03-800.jpg

    Um dos carros mais caros do Mundo

    1937 Delage D8-120 Deltasport Three-Position Cabriolet

    Leilão 2015 - 900 mil dólares

    Outono 17/10/2019 22:31 És a nossa Fé

    Ficaram provadas várias coisas. No estado em que isto está talvez nem um Klopp conseguiria melhor. Borja não sabe o que faz nem o que fazer com a bola; Doumbia nem o corpo consegue equilibrar; Eduardo, que é feito do Eduardo do Belenenses?; Miguel Luís e Ilori não existem. Ou seja são jogadores abaixo do nível de um Alverca da 3.a divisão. Jesé foi bom há 10 quilos atrás; Filipe das consoantes caiu numa estranha apatia e Rosier já deve ter sido melhor. 

    Em resumo, o Sporting deve ter o pior meio-campo da sua história. Há portanto que pedir responsabilidades a quem, ó Teresa, montou esta traquitana que nada tem a ver com uma equipa, chame-se Varandas ou Hugo Viana.

    Tudo isto no ano em que aumentou o preço dos lugares e em que a administração aumentou os seus vencimentos. 

    E agora? Agora não há outro remédio senão dar tempo a Silas e aguentar. Lá para Março será tempo de acertar as contas com os bandalhos que nos puseram nesta situação, a nós sócios, ao pobre do treinador e até alguns dos jogadores. Este veneno bebe-lo-emos ao fim.

    Só uma palavra de compreeensão para a contenção de Neto, senti que na pele dele eu teria desatado à chapada a tudo que me aparecesse à frente. 

    Keizer volta, estás perdoado (parte 2) 17/10/2019 21:58 És a nossa Fé

    Um erro de casting colossal (treinador) a juntar a um conjunto de outros (jogadores).

    E assim é complicado...

    SL

    E lá se foi a Taça de Portugal... 17/10/2019 21:49 Camarote Leonino

    72410642_10156309281986555_4448855712222674944_n.j

    ... mas até não tem grande importância, tendo em conta que a conquista da prova na época passada foi minimizada por tantos.